Bem-estar e aconchego orientam a décor de 2021

Objetos que remetem a memórias afetivas e histórias estão inseridos na decoração. O vaivém passado, presente e futuro aparece em roupagens retrô ou remaster, as conhecidas reedições.

Se há um ganho certamente a atribuir ao desafiante 2020 é que nossos interiores estão mais acolhedores do que nunca. E é valorizando o bem-estar dentro de casa que 2021 acenou os caminhos para a décor com tendências já apresentadas em feiras nacionais, internacionais e que já chegaram à Masotti Floripa, do Shopping Casa e Design.

Os elementos da natureza adentraram os ambientes para não mais sair. “A relação do interno com o externo está cada vez mais ligada. Pessoas que moram em apartamentos mais compactos estão buscando ter plantas dentro de casa ou mesmo se não dá para tê-las, usam papéis de paredes ou quadros que remetem à natureza. E a iluminação natural está muito valorizada. A gente quer realmente ter essa conexão com a rua, com o externo”, pontua o arquiteto Marco Antonio Medeiros.

Outro tópico em alta é a preferência pelos ambientes integrados para o melhor uso coletivo. “A gente quer deixá-los amplo e ao mesmo tempo mais aconchegantes. Também está unificando várias funções dentro da casa, para ter uma sensação de bem-estar maior”, completa o arquiteto. Ele aposta no espaço definitivo para o home office nas residências, independente da volta ao trabalho presencial, e em peças como os bar cart, os resgatados carrinhos de chá, e os biombos.

Também segue em 2021 a proposta de valorizar materiais naturais como pedra, madeira e revestimentos de palha. Comum no mobiliário da década de 1950 e 1960, a palha, aliás, domina essa temporada, aparecendo em móveis como nas mesas de cabeceira. Compõe ainda com madeiras mais claras, também em alta.

Outro ensinamento do ano passado que impactou os ambientes é a busca do essencial. Por isso objetos que remetem a memórias afetivas e histórias estão inseridos na decoração. O vaivém passado, presente e futuro aparece em roupagens retrô ou remaster, as conhecidas reedições.

Acompanhe seis tendências para este ano:

  1. Estilo anos 1980:

O décor sempre borrou a fronteira do tempo e neste ano não foi diferente para resgatar o mobiliário escultural dos anos 1980. Cores ousadas, superfícies brilhantes, vidro e laminados evocam os móveis daquela década. Suas linhas e combinação estão de volta ao convívio em peças como sofá e poltronas, um toque decididamente retrô e moderno chique aos nossos espaços. Atentem-se a essas poltronas com pegada retrô em veludo verde, cor e material também celebrados nos anos 1980.

  • As formas arredondadas

Os móveis angulares e linhas retas nunca saem de moda, mas 2021 está de olho na suavidade das curvas, emprestadas às poltronas e sofás. É fácil de se habituar ao efeito suave que dá na sala e, claro, à sua ergonomia. Prova disso é  essa poltrona da Dü Design, que marca presença no corner da Masotti.

  • Peças e mobiliários multifacetados 

Atender a mais que uma função também é uma característica presente nas peças de 2021. Estão na lista móveis retráteis, híbridos, que atendem a outros usos e ainda podem compor em ambientes também distintos. Se home office foi a palavra-chave de 2020, adaptar-se com estética e conforto a essa realidade também, principalmente porque nossa casa virou também cenário de sala de reunião.  Que tal esse aparador que vira mesa de trabalho no próximo meeting?

  • Madeira clara

Os móveis em madeira estão mais claros em 2021. Essa paleta neutra lembra o design escandinavo e nórdico e remete à simplicidade e funcionalidade. Essa mesa de cabeceira reúne duas tendências: a madeira clara e a palha.

  • Texturas em alta

Tramas mais grossas e materiais com textura saíram do mundo fashion e entraram definitivamente no design de interior. O apelo visual  desses tecidos mais rugosos já é uma boa razão para mantê-los nos espaços. Linho grosso, sisal, jeans, lona, canelados e os tecidos boucle estofam sofás, poltronas, cadeiras e conferem uma elegância atemporal. Vale até um reencontro com o estilo  Wabi Sabi, que enxerga a beleza na simplicidade, na impermanência e na imperfeição. Essas tramas com ar de ‘usado’ estão em alta. O tecido texturizado aparece na poltrona cinza com pés finos.

  • Vintage

Neste ano, outra tendência são as peças com história e personalidade ou que nos embala em memórias afetivas. Souvenir é uma boa palavra para definir esses malotes que encaixam perfeitamente na proposta do estar de 2021.  

Texto: Dariene Pasternak para Casa de la Gracia Comunica

Fotos: Fernando Willadino

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*