Da estética natural ao sucesso da Dolce & Gabanna Casa: Progetta Studio destaca oito momentos da Semana de Design de Milão

Com os últimos anos represando nossos desejos, entre eles os encontros presenciais com o que acontece no mundo, a Semana de Design de Milão, realizada na primeira quinzena de junho na metrópole italiana, foi marcada por (re)descobertas. E, claro, uma gama de lançamentos, novidades e estéticas que saem de lá estabelecidas.

Frequentadores deste movimento de design celebrado como o mais importante do calendário mundial, os arquitetos Maria Graziella de Oliveira e Allan Chierighini, do Progetta Studio de Arquitetura e Urbanismo, de Florianópolis, retornaram à agenda sedentos pelo reencontro.

“Primeiramente, a sede por novos horizontes, deslumbrar e conhecer as tendências do design e da arquitetura. A Semana traz algo muito valioso, em especial a união de arquitetura do Velho Mundo –  na cidade, palco de histórias de grandes mestres como Leonardo Da Vinci –  com a arte contemporânea, o design, a arquitetura de interiores e as tecnologias da atualidade e para os próximos anos”, destaca Graziella sobre o intuito inicial da viagem, já realizada em anos anteriores à pandemia.

A Semana de Design de Milão compreende diversas atrações, como o Salão do Móvel, em sua 60ª edição, e o Fuori Salone, comemorando 30 anos, e uma infinidade de eventos paralelos, feitos para receber profissionais do setor de todo o planeta. A dupla aponta ainda o contato com fornecedores que podem atender o escritório a partir do mercado de São Paulo.

Nesta edição, eles perceberam um movimento menor em comparação ao passado, o que proporcionou uma imersão com mais tempo em cada espaço, assim como a avaliação e a extração dos conceitos de renomados designers, além de um clima amigável no ar:

“Sobre energia e vibração nas ruas, podemos destacar muita positividade nas pessoas. E a arquitetura de interiores representou e expressou em linhas orgânicas e fluidas toda essa congruência de sentimentos. Pelas cores e texturas, um sentimento muito intenso de regeneração marcaram o evento em 2022. Tonalidades variadas, das cores fortes, passando pelas terrosas, e também as representadas pela natureza em toda a sua expressão”, pontua Allan.

Incansáveis e atentos à programação, Grazi e Allan destacam oito momentos que os impactaram durante a Semana de Design de Milão. Inspirações e informações de inovação a partir do olhar profissional dos arquitetos, que já adiantam, por exemplo, que virá muita tecnologia, expressão artística, ousadia e vibração nos materiais e equipamentos de todos os ambientes.

 Acompanhe os destaques selecionados:

1) Antonio Lupi

“A mostra da marca italiana foi bastante irreverente, trazendo toda a linha de banheiros em cores vibrantes, em contraste com branco e o preto. E valorizando linhas geométricas e reescrevendo produtos com design bem criativo como, por exemplo, a luminária com função chuveiro. Toda a mostra foi proposta com um aspecto divertido e futurista”.

2) Soluções acústicas

“Estas criações foram demonstradas em vários setores pela feira Salão do Móvel e nos impressionou a simplicidade e o alto desempenho de um produto em especial, criado pela Spacestor, empresa que combina ‘o estilo californiano com o design londrino’. São módulos pré-determinados que fazem composições orgânicas na divisão de ambientes internos, possibilitando layouts confortáveis, com cores diversas e com alta solução acústica”.

3) Estética natural com tecnologia

“Um dos revestimentos da Fiandre, dentre os lançamentos da linha Active, nos chamou a atenção por ser o mais tecnológico que encontramos na feira  e ter a função de filtrar o ar, como uma árvore,  o único revestimento fotocatalítico, anti poluição e bactericida do mundo. Nos surpreende como as indústrias estão evoluindo no setor de sustentabilidade, integrando a estética natural com a tecnologia de ponta”.

4) Dolce & Gabanna Casa

“A super queridinha da vez inaugurou sua presença física em Milão neste ano. A marca foi criada em 2021 como uma divisão de moda casa da tradicional grife italiana de moda. E virou sucesso instantaneamente emprestando seu nome para diversos produtos, como acessórios, móveis e têxteis. Quem conferiu de perto se encantou com as coleções Blu Mediterrâneo e Carreto, esta última inspirada na Sicília”

5) Edra e Irmãos Campana

“Estivemos no Palazzo Durini Caproni di Taliedo para conhecer a mostra da poderosa marca de design italiano com cadeiras, poltronas e sofás incríveis, compondo brilhantemente com o cenário de luxo do século 17. Ali, ícones do design nos surpreenderam com tamanha criatividade e reinvenção. Ficamos emocionados ao ver os trabalhos consagrados dos brasileiríssimos Irmãos Campana. E por falar neles, o que dizer de estar no centro do design e ver a qualidade e a explosão de talento dessa dupla que está entre as maiores marcas – criando produtos para Edra, Louis Vuitton, entre outras, recebendo premiações no mundo inteiro com suas peças de arte disruptivas?”. 

6) Multissensorial

“O evento mais emocionante em nossa opinião foi o da Moooi, intitulado An Extraordinary Life. Fomos recebidos por mini luminárias em um balé mágico e muito sincronizado do estúdio de Marcel Wanders e Casper Vissers com o Piro, um robô-difusor de aromas dando as boas-vindas aos visitantes com uma coreografia robótica. Foi uma visita extraordinária ao mundo surreal e multissensorial, repletos de tapetes e papéis de parede de alto realismo, com muito movimento e multicoloridos. As referências à natureza também estiveram presentes”. 

7) Virgil Abloh x Cassina

“Conhecemos essa grife durante as caminhadas por Milão e ficou perceptível que se tratava de uma grande marca, visto o burburinho e números de pessoas apreciando a mostra. O lançamento da italiana foi desenvolvido em parceria com o designer Virgil Abloh, que morreu recentemente e assinava o masculino da Louis Vuitton. O projeto modular Imagination é composto por blocos pretos que geram diferentes possibilidades de uso”.

8) Roche Bobois

“Outra visita marcante foi à loja Roche Bobois. Para comemorar as cinco décadas do sofá Mah Jogn, projetado por Hans Hopfner em 1971, a marca convidou designers de moda de diferentes vertentes para criarem suas versões. Entre eles, Jean Paul Gaultier, Kenzo Takada e a Missoni Home. Ultra-modular e até hoje vanguardista, o estofado a partir de três elementos também permite diferentes composições. Uma aula de design”.

Texto: Cristiano Santos para Casa de la Gracia Comunica

Fotos: Divulgação/Progetta Studio

Foto Allan e Grazi (Darline dos Santos)

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*