DESIGN AUTORAL

Esse é o espaço de valorização do traço autoral determinante para a criação de produtos autênticos e repletos de significados. Reunimos a nessa edição peças de designers talentosos do Brasil e do mundo.

O trabalho de Marcos Paulo é inspirado na própria vida do artista, que já sofreu com a seca e ajudou diversas vezes a mãe a carregar água no sertão. O pai era vaqueiro e na época muitos animais morriam de fome. Hoje Paulo sustenta a família com o talento e a criatividade. O criador dos galgos em cedro inspirou-se na cadela Baleia do livro “Vidas Secas” de Graciliano Ramos. As peças expressam o sentimento e a aflição causada pela seca no Sertão, refletidos em esculturas cheias de significado e beleza.

As esculturas Dançarinas em cerâmica, da designer Selma Calheira, são tingidas com pigmentos naturais e terrosos como Urucum, Pau Brasil, Cochonilha, Índigo, Azul Anileira e Açafrão. Mestiça de índio nascida em Ibirataia, Selma Calheira é fundadora da Cores da Terra e capacita artesãos locais para criarem primorosos objetos de cerâmica com pigmentação natural cheios de sentido. As escultura estão disponíveis em diversos tamanhos, formatos e cores.

O jogo de xadrez do Atelier Watson é um dos artigos que apresentam singularidade em todas as formas do couro criadas pelo antropólogo Luiz Watson nos anos 1960. O tabuleiro tem arte e técnica que manuseiam simplicidade e leveza nas formas. A versão original era exportado para a Alemanha nos anos 1970 e uma simpática encomenda do Museu do Couro de Offenbach de Frankfurt, exposta por vários anos, é a única versão com peças ainda maiores para compor o tabuleiro-mesa e duas cadeiras com acabamentos em couro. As peças estilizadas em formato menor tem uma nova versão de tabuleiro flexível em recortes de couro rígido, solução criada pela designer-herdeira Renata Watson.


Ovos esculpidos, em cerâmica, pelo designer Paulo Neves representam um novo ar, repleto de possibilidades. As peças do proeminente nome no cenário artístico nacional se materializam nas próprias mãos. As obras abstratas com conceito singular.

Domingos Tótora é nascido e criado em Maria da Fé, cidade mineira na serra da Mantiqueira. Estudou em São Paulo e de volta à sua aldeia elege o papelão como matéria prima para o trabalho que transita entre a arte e o design.  A partir da reciclagem do papelão, o artista cria objetos e esculturas com status de arte a peças simples do cotidiano. O Vaso Orgânico, design assinado pelo mineiro, reconhecido internacionalmente, tem a natureza é a principal fonte de inspiração. A peça moderna reúne design, arte e sustentabilidade num vaso atemporal. 

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*