MILANO DESIGN WEEK

Por Juliana Pippi

Há muitos anos acompanho de perto tudo o que acontece no maior evento do segmento do Design mundial – o ISaloni que esse ano completa 58 anos de atividade e mesmo com opiniões controversas , crise mundial econômica e falta de injeção financeira nas grandes marcas, continua sendo o pulmão criativo do mundo e a cada ano recebe milhares de visitantes novo do mundo todo. Com o passar dos anos o Fuoresalone, ou seja, fora da feira vem crescendo e novos bairros com o Alcova, vem surgindo, revitalizando antigos galpões e dando vida a regiões desprezadas da cidade. Já fui à Milão em outra época do ano, mas durante a semana do design, ela transborda arte, eventos, gente descolada e antenada e faz o mundo dos negócios desse segmento girar. Há três anos vou acompanhar o evento além do olhar de arquiteta, com os olhos mais atentos para transmitir conteúdo e informação seja em tempo real nas minhas mídias sociais, seja para escrever essa matéria sobre o assunto, o que é sempre um prazer.

Esse ano consegui uma pequena entrevista com Oki Sato do Studio Nendo, um dos mais promissores e mais badalados da atualidade. Nendo traz um minimalismo japonês e um pensamento muito claro e simples sobre as suas criações, as filas para visitas das exposições deles em Milão é de muitos e muitos minutos ou algumas horas e eles sempre surpreendem. Esse ano o ápice da criatividade foi a instalação “Breeze of Light” para uma marca da ar-condicionado japonesa. Eles conseguiram “materializar em forma, luz e sombra” o que seria a brisa da climatização artificial. Simplesmente genial! Outro nome em destaque todos os anos é da espanhola Patricia Urquiola que é quase onipresente na feira e fora dela. Todas as grandes marcas querem sua assinatura e o mágico é que ela sempre traz afetividade e feminilidade aos seus desenhos. Esse ano sua linha de tapetes e sua linha de luminárias roubaram a cena. E por falar em luminárias, esse era o ano da Euroluce que trouxe muitas novidades, shapes slins aonde a fonte de luz (a lâmpada) não aparece mais. De fato, o LED é 100% a realidade de todas as marcas. Quanto ao FuoriSalone, ele sempre merece mais dias dedicados para conseguir ver de perto além dos produtos, lançamentos, cores tendências as grandes instalações e obras de arte.

Esse ano a Louis Vuitton, marca que já apresenta a linha casa com os Objects Nomades há alguns anos surpreendeu na imponência da apresentação dos seus produtos e esse definitivamente foi o ano de consagrar ainda mais os Irmãos Campana, os lançamentos como o sofá Bomboca em couro amarelo limão arrancou todos os click possíveis dos visitantes e foi campeão de posts nas redes sociais! É o Brasil dando um show por lá!

 

 

Paola Lenti sempre trazendo alma para as ambientações esse ano estava mais colorida que nunca enquanto na Foudazione Pini a instalação de 15 mil borboletas de papel do artista mexicano Marco Amorales invadia todos os ambientes e que apesar absolutamente lúdico e lindo tinha também uma conotação sobre a maldade humana que se espalha e invade por onde passa.

 

 

 

Outra reflexão muito importante foi a instalação em proporções gigantes da poltrona UP de Gaetano Pesce que fez 50 anos esse ano e recebeu centenas de flechas espetadas representando uma crítica de Gaetano sobre a Violência contra as mulheres.

Milão dita tendência e vai muito além disso trazendo abordagens atuais e fazendo o mundo do design se expressar para o restante do mundo todo.  E nós, arquitetos apaixonados e curiosos de plantão, ficamos aqui… esperando o próximo ano.

 

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*