No balanço

Clima lúdico e saudosista dos balanços transforma os espaços e volta com tudo na decoração.

85

Certos objetos têm o poder mágico de transportar imediatamente para a infância. Com certeza o balanço é um deles. Em alta na decoração, eles relaxam e trazem o ar lúdico aos espaços. E não é apenas no quarto das crianças que fazem sucesso: pode se tornar um acento extra na sala, um ponto de apoio na suíte ou até um momento de descontração no escritório.

A versatilidade também é um diferencial. O balanço – dependendo da sua forma – pode se tornar uma mesa de cabeceira ou até mesmo uma prateleira. Porém, antes de se aventurar nessa tendências, alguns pontos devem ser observados: se a laje suporta o peso, se há espaço ao redor para a circulação e se a instalação será fácil.

86

Presentes em áreas externas e internas, os balanços podem ser confeccionados de diversos materiais, como corda, couro, acrílico, plástico e madeira de demolição. Confira a seguir alguns bons exemplos do uso do balanço na decoração!

Sensação de liberdade

A sensação de liberdade que o balança proporciona foi a inspiração dos profissionais do escritório Maganhoto e Casagrande. O resgate do uso desta peça – tão comum na infância – foi exibido na Casa Cor Paraná 2016. “Na mostra, optamos por uma mesa de jantar suspensa, autoportante, com cadeiras de balanço e formato circular. Utilizamos o MDP no tampo e nas cadeiras e o metal para a estrutura, mas no caso de utilização externa, a matéria-prima deve ser resistente aos fatores climáticos”, explica o designer Daniel Casagrande.

84

O modelo assinado pelos profissionais necessita de uma estruturas autoportante, porém, algumas peças podem ser fixadas tanto no teto ou em árvores. Dois cuidados devem ser observados ao inserir este objeto na decoração: a fixação e regulagem de altura. “Indicamos o uso de matérias resistentes, presos a ganchos ou parafusos parabolt, que suportam cargas maiores. O peso deve estar distribuído igualmente entre as duas extremidades, sempre considerando o número de ocupantes do balanço”, adverte Maganhoto. Com relação à regulagem, deve-se considerar diferentes alturas para adultos e crianças, bem como a dimensão das cadeiras.

Segundo os profissionais, o uso do balanço na decoração não tem limites, podendo ser instalados em quartos, salas de estar, brinquedotecas e na área externa, dependendo, somente, do gosto do morador. “Com o balanço nos tornamos crianças novamente”, finaliza Casagrande.

Beleza e colorido

Tem coisa mais relaxante do que descansar deitado numa rede macia, sentindo a brisa que sopra lá de fora e ouvindo os pássaros no jardim? O jeito de descansar bem brasileiro é também uma das opções para quem quer se balançar. Além de aliar trabalho artesanal e tradição, as redes garantem um toque de estilo, beleza e cor a decoração.

83

E as redes não se limitam mais a varandas de praias ou fazendas. Elas estão cada vez mais dentro de casa. Para inserir uma rede na decoração, você pode tornar o ambiente mais aconchegante, colocando almofadas no chão e um tapete fofinho. “Só é preciso tomar cuidado com as cores e materiais, para que a rede fique harmoniosa com o restante da decoração”, revela conta Armando Dantas, CEO da Santa Luzia Redes e Decoração.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*