Uma experiência multissensorial

Inhotim, o maior acervo de arte contemporânea a céu aberto no mundo

Situado em Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte (MG), o Instituto Inhotim é um Centro de Arte Contemporânea e Jardim Botânico. Possui uma área de 140 hectares de visitação composta de fragmentos florestais e jardins, com uma
extensa coleção de espécies tropicais raras, onde estão instaladas obras de arte contemporânea de relevância internacional. A estrutura e a organização do espaço garantem um lugar singular. Além de romper com a arquitetura e o modo de exposição e visitação associados aos museus convencionais, o Instituto oferece aos visitantes a oportunidade da fruição, aproximando obras de arte e circuitos ambientais. Mais de 2 milhões de pessoas já visitaram esse lugar singular, um dos principais destinos turísticos e culturais do Brasil.

Arte Contemporânea

O acervo de Inhotin é invejável. A dica é pegar um mapa logo na entrada do parque para não perder nada. Pinturas, esculturas, desenhos, fotografias,vídeos e instalações de mais de 100 renomados artistas brasileiros e estrangeiros, de 30 diferentes países, formam a coleção do Instituto Inhotim.De um acervo com cerca de 1.300 obras, 700 trabalhos encontram-se em exposição atualmente. Produzidos nacional e internacionalmente desde os anos 1960 até os dias atuais, estão dispostos ao ar livre no Jardim Botânico do Inhotim ou exibidos em galerias.

Além da visitação a pé, é possível circular por meio de carrinhos elétricos em trajetos determinados. Para usar este serviço você deve comprar na entrada um ingresso especial que dá direito a embarcar nos carrinhos sempre que
desejar. Eles agilizam o deslocamento e facilitam o acesso às galerias.

E falando em galerias, das 23 galerias, quatro são dedicadas a exposições temporárias: Lago, Fonte, Praça e Mata. Com aproximadamente 1.000 m² cada, contam com grandes vãos que permitem aproveitamento versátil dos espaços para apresentação de obras de vídeo, instalação, pintura ou escultura.Bienalmente, esses espaços apresentam uma nova mostra para apresentar aquisições do Instituto e criar reinterpretações da coleção. Além disso, novos projetos individuais de artistas são inaugurados anualmente, fazendo do Inhotim um lugar em constante evolução. As galerias permanentes apresentam obras de Tunga, Cildo Meireles, Miguel Rio Branco, Hélio Oiticica & Neville d’Almeida, Adriana Varejão, Doris Salcedo, Victor Grippo, Matthew Barney, Rivane Neuenschwander, Valeska Soares,Doug Aitken, Marilá Dardot, Lygia Pape, Carlos Garaicoa, Carroll Dunham,Cristina Iglesias, William Kentridge e Claudia Andujar.

Jardim Botânico

O Instituto Inhotim não só se preocupa com o meio ambiente, mas está inserido em uma relevante porção florestal remanescente de Mata Atlântica e Cerrado – dois dos biomas mais ricos em biodiversidade e, ao mesmo tempo, ameaçados do planeta, considerados hotspots mundiais. Em 2010, a expressiva coleção do Instituto permitiu o reconhecimento deste como Jardim Botânico com uma coleção botânica. Composta por aproximadamente cinco mil espécies.

Gastronomia

No Inhotim, os visitantes contam com várias opções de alimentação, que vão de lanches rápidos a pratos mais elaborados. O Restaurante Tamboril possui um ambiente agradável e integrado aos jardins e ao acervo de arte
contemporânea da instituição. O cardápio é formado por um excelente e variado bufê de saladas e pratos quentes, extensa carta de vinhos, além de uma mesa de sobremesas com doces diversos.Localizada no Centro de Educação e Cultura Burle Marx, o Café do Teatro é o ambiente ideal para saborear um delicioso café, especialidade da casa.
Também possui diversas opções de bebidas quentes e geladas, sanduíches,salgados e doces.

FOTO 01
CREDITO: Rossana Magri
Yayoi Kussama
Narcissus Garden Inhotim

FOTO_02 (2)
CRÉDITO: Pedro Motta
JorgeMacchi
Piscina

FOTO_03 (1)
CRÉDITO: Eduardo Eckenfels
Adriana Varejão
Celacanto provoca Maremoto

FOTO_04 (3)
CRÉDITO: Daniela Paoliello
Cildo Meireles
Camelô (1998)

FOTO_05 (4)
CRÉDITO: Marcelo Coelho
Centro Educativo Burle Marx

FOTO_06 (4)
CRÉDITO: Daniela Paoliello
Cildo Meireles
Desvio

FOTO_07 (3)
CRÉDITO: Ricardo Mallaco
Cosmococa

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*